Skål International obtem o selo WTTC Safe Travels

O acordo com a WTTC, permite a Skål oferecer gratuitamente a todos os nossos membros que desejam obter o Selo Safe Travels, como parte dos benefícios oferecidos pela Skål Internacional a seus associados.

A Skål International obteve o Selo WTTC Safe Travels, criado para os viajantes reconhecerem destinos e empresas em todo o mundo que adotaram os protocolos padronizados globais de saúde e higiene para viagens seguras.

O acordo com a WTTC permite a Skål oferecer gratuitamente a todos os nossos membros que desejam obter o Selo Safe Travels, como parte dos benefícios oferecidos pela Skål Internacional a seus associados.

Para anunciar e promover o acordo com o WTTC, a Skål International realizou terça-feira, dia 29 de junho de 2021, um webnar com sua presidente, Daniela Otero e Ciara Gillespie, do WTTC.

Gillespie iniciou sua fala lembrando a importância de aprendermos com o passado. Das 90 crises ocorridas no período 2001/2019, 36% decorreram de desastres naturais; 32% de atentados terroristas e incidentes na área de segurança; 19% de instabilidades políticas e apenas 13% de surtos de doenças. No entanto, o tempo médio de recuperação de cada um é diferente. Enquanto os desastres naturais tem duração rápida, normalmente um dia, o tempo médio de recuperação é de 16 meses; terrorismo e securidades, duraram em média até dois dias, com recuperação em 11,5 meses; instabilidades políticas duraram em média 10 meses e a recuperação 22 meses. Surtos de doença (pandemias), ocorridas nas duas décadas referidas, duraram 10 meses e 19,4 meses para se recuperarem. A grande questão é a Covid-19, que já se alonga por 20 meses. Quanto tempo levará sua recuperação?

Na sequencia, Gillespie apresentou um quadro demonstrando o comportamento da economia, dos empregos e da indústria de turismo no período – no qual a recuperação dos empregos na indústria de turismo supera as demais.

Por isso, defende prioridade à criação de protocolos globais e o trabalho conjunto voltado à recuperação eficaz e ao desenvolvimento de planos de ação que otimizam os esforços de recuperação do setor como um todo, alinhados às atuais diretrizes da Organização Mundial da Saúde (OMS) e dos Centros para Controle e Prevenção de Doenças (CDC).

O SafeTravel

O Safe Travel desenvolve-se sob quatro pilares: 1. Preparação operacional e da equipe; 2. Garantir uma experiência segura; 3. Retomar a confiança e segurança; e, 4. Implementação de políticas de habilitação ao selo.

Em continuidade, Ciara Gillespie, apresentou parâmetros para a obtenção do Selo de garantia de conformidade: 1. Avaliações dos protocolos; 2. Avaliações geradas pelo consumidor; 3. Selo emitido como selo internacional adicional aos selos e às certificações nacionais; 4. Inspeções (aleatórias e sistemáticas) realizadas internamente e por entidades terceirizadas. Por último, mas não menos importante, 5. Autoavaliações e declarações.

Empresas qualificadas, como hotéis, restaurantes, centros de convenções, companhias aéreas, cruzeiros, operadoras de turismo, atrações, aluguéis de curto prazo, aluguel de carros, transporte de compras ao ar livre, aeroportos e eventos, poderão usar o selo assim que implementarem os protocolos de saúde e higiene delineados pelo WTTC.

Os turistas que procuram segurança e confiabilidade, com este Selo Safe Travels poderão identificar as empresas que protegem a sua saúde com diretrizes rígidas, o que é uma forma de alcançar competitividade e posicionamento nestes tempos de reabertura da atividade.

De acordo com Gillespie, parte dos nossos protocolos inclui fornecer aos setores público e privado insights e kits de ferramentas para interação e implementação, para garantir que as pessoas estejam e se sintam seguras. “No entanto, o WTTC, nossos membros e o setor não podem garantir 100% de segurança”, disse. “É fundamental ter regras comuns. Em última análise, imaginamos um futuro de viagens que seja seguro, protegido, perfeito e que forneça uma experiência autêntica e significativa para o viajante durante a viagem”, complementou, lembrando, ainda que, o setor garante o sustento de milhões de empregados e contribui para o crescimento econômico sustentável.

Ficou evidenciado na apresentação que o processo é muito fácil e ágil; pois o selo é um guia para cada empresa aplicar esses protocolos aprovados globalmente sob sua própria responsabilidade. Observou-se também que, embora protocolos levem em consideração diretrizes atuais da OMS e do CDC, eles são documentos vivos; que tendem a ser atualizados à medida que novas informações forem disponibilizadas sobre a COVID-19.

O acordo Skål/WTTC prevê a implementação de protocolos curtos para pelo menos onze setores da Indústria Viagens e Turismo, inclusive eventos, de modo a alinhar o setor privado com padrões comuns para garantir a segurança de sua força de trabalho e dos viajantes assim que o setor alcance o novo normal.
Os setores iniciais propostos são: • Hotelaria • Compras ao ar livre e varejo • Aviação • Aeroportos • Cruzeiros • Operadores turísticos • Centros de convenções e Eventos • Aluguel de automóveis • Seguro • Aluguel de curto prazo • Turismo de aventura.

 

SERGIO JUNQUEIRA ARANTES, IP, CEM
• CEO do Grupo Conecta Eventos; publisher da Revista Eventos, Portal Eventos e Conecta 6.0; diretor do Prêmio Caio, Fórum Eventos, CEO Council, Event Tech Award e Fórum Tech Event.
• Presidente da Academia Brasileira de Eventos e Turismo, vice-presidente da ADVB/SP, diretor da Skal/SP e Cecomércio/SP.

Compartilhe esse post

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

O destino dos destinos

Toni Sando fala de turismo com propriedade. E tal capacidade surgiu de uma combinação nada ordinária: bagagem acadêmica sólida, experiência invejável em gestão em grandes

Saiba mais »

Veja também

Skål International awardees at CONNECT 2020

Mulheres do Skål International recebem prêmios internacionais

Oito mulheres do Skål International recebem prêmios internacionais na CONNECT Travel Conference. Na recente CONNECT Travel Conference, um encontro das principais empresas de turismo e compradores de viagens, o encontro da indústria foi destacado por duas sessões notáveis.
These days in Tourism sector there is just about one topic - Skal International

Hoje em dia, no setor de Turismo, há apenas um tópico

Nosso setor está enfrentando uma das maiores ameaças já vistas A pandemia COVID-19 colocou o mundo inteiro em alarme, mas sem dúvida, a indústria do Turismo, mais do que qualquer outra, está tendo um impacto terrível. Todos nós estamos passando por momentos muito difíceis, tanto pessoalmente quanto nos negócios.
Skål International Sustainable Tourism Awards 2020 Jury and Participants

Skål International Sustainable Tourism Awards 2020: Júri e participantes

O ano desafiador que o mundo está enfrentando não tem sido um obstáculo para o sucesso contínuo dos Prêmios de Turismo Sustentável. Em sua 19ª edição, foram recebidas 44 inscrições de 23 países para competir nas nove categorias disponíveis.